quinta-feira, 16 de outubro de 2014

vida

este é o belo de viver um pouco
pois chega em casa ébrio e louco
dança e vê o mundo
discute e dá risada
e tem medo do frio da noite
percebe que ainda é hoje
e que aquilo que falou
ainda não entendeu
(nem falou
só repetiu)


a vida é esta coisa, poeta,
que nos foge aos dedos
a memória é isso:
ter vivido

TANTO
mesmo antes do dia acabar

Nenhum comentário: