quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Desfiladeira

procurei um jeito alegre pra falar de coisa triste
e pensei em fazer samba
e pensei em fazer missa
e quase chamei de amor
o que era minha preguiça!

me encontrei - um pequenino -
decidi fazer versinhos,
solfejar com redondilhas
pra achar alguma graça
que tirasse do caminho
que arrumasse os meus passos
que abafasse um pouco os gritos
e o bater desesperado
de um peito quase vazio

pois lá dentro há um diabo
que não bate, mas espanca
e que rompe os ligamentos
que só juntam, bagunçados,
o que a minha boca tranca
e que em pensamento escapa

Um comentário:

Dani Vipo® disse...

Ha! Muito divertido seus versos, suas rimas!