domingo, 27 de junho de 2010

Alegra-te hoje

Alegra-te hoje!
O sol nasceu
e o mundo sorriu.
O mau tempo acabou
e tudo passou.
Não está tão bom...
Mas não piorou.

Alegra-te hoje,
pois não somos os mesmos.
O caminho mudou,
nossa voz engrossou.
Nosso seio cresceu
e iremos viver.
E também entender
que: nem tudo é nosso.
Que: nem tudo é belo.
Que: nem tudo é fato.
E que não há prazer.

Alegra-te, hoje!
Pois ainda nascem bebês
e ainda morrem os velhos.
Mas ainda criamos sonhos
e cultivamos promessas.

Alegra-te hoje
que a sua lagrima salgada
tem um... recurso de saudade
que lapida o sentimento
em busca da... bruta pedra...
Que chamamos de
amor?

Um comentário:

Meire disse...

preciso dizer que esse texto é mto bom!!!