quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Samba do Nariz que Escorre

Foto comportada do 'Antes'
Desce
Pelo meu rosto, cai no chão
Esse papel na minha mão
É para assoar o meu nariz

Cresce
A gostosura que me desce
Agora todo mundo conhece
É a maior catota do pais

Onde
Eu compro a fruta do conde
Todo mundo pega o bonde
E come uns caquis

E agora
Estou aqui no banheiro
Sentindo o sabor maneiro
Do ranho do meu nariz

Nenhum comentário: