sábado, 16 de janeiro de 2010

Gritar por Cida

A quase ópera da dor

O novo espetáculo do Torneado.
Uma pesquisa sobre amor e violência nas relações humanas.
Aqui vai uma música da peça, escrita por mim.

Mas quem é que nunca viu
Um picolé de jerimum?
Quem que nunca se espantou
Chamou o Buda de Ogum?

Toda cruz que já me deram
É a morte de um pinheiral
Se meu teto é de vísceras
Do que é feito o meu quintal?

Nenhum comentário: