quarta-feira, 30 de junho de 2010

Antropo-inverso

O índio espertinho
Matou o estrangeiro
Comeu sua carne
E morreu de velhice

sem nenhuma aventura
e sorrindo da saudade

Um comentário:

Julia Mauro disse...

NÃO AO FECHAMENTO DAS OFICINAS CULTURAIS DO ESTADO, POR FAVOR SE PUDER AJUDAR, FICARIA MUITO GRATA!
http://navozdenos.blogspot.com/2010/06/nao-ao-fechamento-das-oficinas.html